Restrospectiva de Um Amor Profundo

elena-kalis-bubbles

Percebi, ontem, que a nossa história se afogou no silêncio. Foi também ontem que coloquei o peso da minha vida numa balança. Foi ainda ontem que 70% desse mesmo peso tombou para o teu lado. Fiz uma retrospectiva das minhas emoções e… sinceramente são demasiado profundas para terem espaço numa folha de papel. É horrível a sensação de não haver nada para dizer. Tudo ficará dito, eternamente, num mar de silêncios que ditou o fim. Faltam tantas peças no nosso puzzle que refazê-lo seria impossível. Mas acho que sempre faltou. Mas haverá sempre uma força interior que me levará na tua direcção. Foi por ela sempre ter existido dentro de mim que nunca deixei de olhar para trás e persisti.

Hoje desisto.

Não é que essa força tenha desaparecido. Porque essa força, por muito que volte a amar outro corpo, é o meu zahír. Desisto porque não há nada que tenhamos a dizer.

Afogámo-nos no silêncio do nosso amor.

E foi isso que o matou.

 
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a Restrospectiva de Um Amor Profundo

  1. Nádia diz:

    Simplesmente fantástico! Adorei…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s