F.

Estava aqui a pensar nas imensas discussões que tivemos antes do derradeiro dia. Como somos absurdos. Seria provavelmente o último dia em que iríamos poder estar em contacto durante os próximos anos, e mesmo assim preferimos o orgulho. Felizmente existem sentimentos mais fortes. Existem valores que acabam por nos fazer perceber a situação em que estamos. Ainda que tenha sido à última da hora, ficámos sem pesos tanto na consciência, como no coração. E é tão bom quando partimos e nos sentimos, ainda que depois de tudo, amados. O pior momento da tua vida uniu-nos. Deu-nos a entender que mesmo estando em partes diferentes do globo, não existe nada que corte o fio que nos une. E mesmo nas horas mais tardias, eu espero pelas tuas cartas, espero pelos teus telefonemas. Porque sei que mesmo sendo tardias, elas chegam. Neste momento só prezo pela tua sobrevivência. A ausência de notícias tuas deixa-me sempre com o coração nas mãos. Sempre, sempre, sempre… Tenho medo dessa corda bamba.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s